Em tarde de encontros, servidores do TCDF apresentam livros recém-publicados

9
Numa tarde repleta de encontros, livros, cultura e muita emoção, servidores do Tribunal de Contas do Distrito Federal apresentaram à comunidade da Corte suas obras recém-publicadas. 

A iniciativa inédita, idealizada pela Escola de Contas, fortalece a cultura literária e acadêmica no TCDF, além de permitir a troca de conhecimento e experiências entre os autores e demais servidores do Tribunal.

Na abertura da solenidade, o regente da Escon, Conselheiro Renato Rainha, elogiou a iniciativa que incentiva a produção literária no Tribunal. Rainha ainda ressaltou a importância do compartilhamento de conhecimento por meio dos livros. “Escrever é também um ato de amor. Transformar em livro o conhecimento adquirido com tanto esforço e dedicação, para que outras pessoas também possam aprender, é, sem dúvida, um gesto nobre, que precisa ser valorizado. Que a partir desta iniciativa possam surgir mais escritores no TCDF”, destacou o regente da Escon.

Em stands montados especialmente para que os autores pudessem expor e vender suas obras, os presentes prestigiaram os colegas escritores e pediram a dedicatória deles nos livros. 

Para a servidora Cinthia Thais de Carvalho Luz Thomazi, uma das escritoras do TCDF, o evento é uma forma de valorização dos servidores. “Esse tipo de evento motiva efetivamente o servidor. É uma forma única de reconhecimento do nosso trabalho. Além de termos o privilégio de trabalhar num órgão de excelência, com infraestrutura e tecnologia à nossa disposição, trabalhamos numa casa humana, que valoriza, incentiva e motiva o servidor”, comemorou!

Cinthia é co-autora do livro “Tribunais de Contas e os Processos de Desestatização” juntamente com os servidores Daniel Gomes de Oliveira (Seasp), Silvia Lima Damasceno da (DIFO 1) e Yasmin Carla Gomes de Oliveira (Nufid). Fruto de um trabalho realizado durante um curso de pós-graduação em PPPs e concessões, concluído pelo grupo em 2023, a obra foi cuidadosamente organizada, aperfeiçoada e editada para ser publicada. O material produzido tem como referência as normas vigentes sobre acompanhamentos dos Tribunais de Contas nos processos de desestatização, além de boas práticas internacionais como o modelo europeu de cinco dimensões, que é uma ferramenta de gestão para elaboração, avaliação e aprovação de propostas de investimento.

Outra obra lançada durante o evento foi “Reforma da previdência: o RPPS da União à luz da Ec n° 103/19: teoria e prática”, do servidor Michel Martins de Morais. O livro é fruto de um curso que o servidor ministrou em 2019 sobre a previdência dos servidores federais. O material, que conta com uma expressiva pesquisa sobre o tema, foi utilizado no treinamento e depois compilado, editado e reorganizado em forma de publicação. A obra já está em sua 5ª edição.

Para o autor, lançar sua obra num evento organizado pelo TCDF é um privilégio. “É uma satisfação poder apresentar meu livro aqui. O Tribunal é minha casa, estou aqui desde 1995. Foi a experiência que adquiri no TCDF que me permitiu lançar este livro”, afirmou.

O ministro-substituto do Tribunal de Contas da União (TCU) André Luís de Carvalho também participou da solenidade e ressaltou a contribuição das obras para a sociedade. “Eu só tenho a parabenizar a todos pela publicação dos livros. Tenho certeza de que os trabalhos irão servir de referência para outros tribunais de contas e de inspiração para outros colegas servidores”, concluiu.

O evento também contemplou livros de outros gêneros literários, como é o caso da obra “Viva a Vida”, da servidora Ana Beatriz Silva Carvalho. O livro de contos, inspirados em personagens reais, traz histórias empolgantes de superação e valorização da convivência harmoniosa.

E, por falar em valorização da convivência, Ana Beatriz foi surpreendida por uma história que poderia estar em seu livro de contos. Ao participar do evento como autora, a servidora reencontrou, entre os demais autores homenageados, seu ex-aluno do ensino infantil, Daniel Gomes de Oliveira. O reencontro emocionado, após 30 anos, foi uma surpresa para ambos. Embora trabalhem no mesmo local, Ana e Daniel nunca haviam se cruzado pelas dependências do TCDF.

Como nos contos de Ana Beatriz, onde as histórias da vida real são valorizadas, durante a apresentação do livro “Tribunais de Contas e os Processos de Desestatização”, Daniel fez questão de agradecer também à “tia Bia”, como Ana Beatriz era carinhosamente chamada pelos alunos, pela contribuição em sua formação pessoal e escolar.

Escritora experiente com participação em duas bienais do livro, (São Paulo e Rio de Janeiro), Ana ganhou mais uma história empolgante no capítulo do livro da vida. Momento este que, sem dúvida, servirá de inspiração para suas próximas histórias.

Que venham outras histórias, teses, manuais e livros de autores do TCDF.

Se interessou pelo assunto ou deseja divulgar seu livro?

Preencha o formulário disponível na página da ESCON – https://bit.ly/4eogQTM