TCDF determina suspensão de auxílio financeiro para diretores do IGES

93

Após analisar representação que trata de possíveis irregularidades no âmbito do Instituto de Gestão Estratégica (IGES/DF), o Tribunal de Contas do Distrito Federal decidiu conceder medida cautelar determinando a suspensão de ajuda de custo para a diretoria do instituto.

Segundo a representação do Ministério Público de Contas do DF (MPC/DF), não foram estabelecidos critérios para o pagamento do auxílio, que tem caráter indenizatório. Além disso, a medida supostamente infringe “os princípios da eficiência, da moralidade e da publicidade” diante da suposta falta de cumprimento de medidas de contenção diante das crises financeira e de gestão do IGES/DF. Recentemente, o instituto repactuou as suas dívidas e precisou de aprovação de crédito suplementar no valor de R$ 107,5 milhões para pagar sua folha de pessoal.

A representação destacou também que, em consulta ao site do instituto, não é possível saber se a referida ajuda de custo já está sendo paga, desde quando e a quem, uma vez que as tabelas salariais disponíveis não contêm as parcelas remuneratórias dos empregados.

Na sessão ordinária desta quarta-feira, dia 25 de agosto, o TCDF concedeu prazo de cinco dias para que o IGES/DF apresente os esclarecimentos sobre os fatos narrados na representação.